O que fazer em Madri



Plaza Mayor, Madri

Durante o fim de semana, a Praça Maior fica cheia de turistas. Foto: Lucila Runnacles

Se você quer passear, comer bem e cair na balada até o amanhecer, arrume as malas que o destino é Madri. Eu morei lá por 4 anos e meio e aprendi a gostar do dia a dia espanhol e também a curtir o que eles têm de melhor.

Os espanhois sabem bem como aproveitar uma boa refeição. Típico por lá é antes do almoço passar por um bar e pedir “tapas” acompanhadas de uma “caña” (copo de cerveja). O tapeo, como chamam na Espanha o aperitivo, é a maneira tradicional de se reunir com amigos ou familiares e saborear um pouco de salame, queijo, tortilha de batata, croquetas (parecidas com as nossas coxinhas) e outras iguarias locais. Ah, e não deixe de experimentar o mosto, uma bebida que apesar de ser feita com a sobra das uvas, não tem teor alcoólico. É como se fosse um suco de uva concentrado.

Na hora do almoço, a dica é procurar pelos restaurantes que oferecem menu. Nesses lugares os pratos são abundantes e os preços são econômicos. Geralmente, esses estabelecimentos servem uma boa entrada, segundo prato, sobremesa e bebida, tudo incluído no preço do menu.

Além de cuidar do estômago, em Madri ainda tem muita coisa para fazer. A minha sugestão é começar a jornada na Puerta del Sol – onde fica o ponto zero da cidade, bem no centro. É ali que começa a contagem da quilometragem para qualquer outra cidade do país. Em Sol, na noite de Réveillon, milhares de pessoas se reúnem na frente do relógio para acompanhar a contagem regressiva e comer 12 uvas. Ali perto também está a Plaza Mayor, que merece a visita e conta com uma oficina de turismo. Além disso, durante o verão, os restaurantes colocam suas mesas do lado de fora e todas ficam lotadas a qualquer hora do dia. Uma boa desculpa pra sentar e tomar outra caña.

puerta del sol madrid

Voltando à praça Sol, sugiro uma caminhada pela rua Arenales, que é um calçadão comercial. Não deixem de passar pela tradicionalíssima Chocolateria San Ginés (Pasadizo San Ginés, 5). É ali que servem o melhor chocolate com churros que já provei. Aberto quase as 24h, muitas famílias madrilenhas batem ponto nos fins de semana, e centenas de jovens não vão para casa, depois da balada, sem antes passar por lá.

Continuando pela Arenales, você encontra o Palácio Real e a Catedral da Almudena, dois pontos que valem a visita. Depois disso, é hora de descer até o Jardim Sabatini, que está ao lado do palácio. Um gostoso lugar para descansar e tirar fotos. Eu adorava ir lá pra ler um livro e ver o povo.

Seguindo a caminhada pela rua Bailén, que depois se transforma em Ferraz, chegamos ao meu lugar favorito de Madri, o Templo de Debod. Além de uma espetacular vista, principalmente durante o fim da tarde, a praça tem um templo egípcio, que foi doado à Espanha em 1968. Ah, e dá pra entrar no templo.

Tempo de Debod, Madri

O templo de Debod é um lugar perfeito para descansar e apreciar uma bela paisagem de Madri. Foto: Lucila Runnacles

E se depois de tanto caminhar a fome bater de novo, nada melhor do que outra parada para satisfazer o estômago. E que melhor maneira que comendo mais tapas? Joder! Quando morava lá, outro dos meus lugares favoritos para comer era o Mesón El Lagar (Calle Ferraz, 39). Desde o Templo de Debod são 15 minutos a pé. O mais legal é que com qualquer bebida eles servem um abundante prato de tapas. O prato pode ser salada de batata, papas bravas (batata com um molho vermelho levemente picante), lacón (fatias de porco) e às vezes até rolava um pratinho de camarão. Além disso, os preços ali são modestos e o lugar é uma típica cantina espanhola. A única coisa com a qual eu não me acostumei foi com a sujeira que o povo deixa. Nos bares sempre tem um mar de guardanapos no chão.

Balada
Quando a noite cair, é hora de dançar até o amanhecer. As festas na Espanha começam tarde e um club nunca enche antes da 1.30, 2 da manhã. Mas não se desespere, antes disso dá pra ir esquentando em alguns dos diversos bares de Madri, que não são poucos. Na região de Tribunal (com metrô de mesmo nome) e Malasaña há uma infinidade de bares e botecos para curtir. Os estilos são variados e tem pra todos os gostos. Eu gostava de ir ao Tupperware (Corredera Alta de San Pablo, 26), um bar mítico com decoração kitsch e estilo rockeiro alternativo. Outro lugar legal é a Kapital (Calle Atocha, 125), um club com 7 andares e em cada um toca um estilo diferente de música.

Outros bairros onde há muito agito são Huertas (parte cêntrica, perto de Sol), esse lugar é mais frequentado por estrangeiros e turistas; Chueca (perto de Tribunal), é o animado bairro gay da capital espanhola; Arguelles-Moncloa, é para os mais jovens e universitários. Outra coisa bacana de Madri é que em muitos lugares não se paga para entrar. Basta colocar o nome na lista ou chegar mais cedo, geralmente antes da 1.30 da manhã.

Bom, essas são algumas das minhas dicas pra vocês curtirem tanto como eu essa bela cidade espanhola. E você, conhece Madri? Deixe a sua dica aqui para compartilhar com os outros viajantes. Gracias!!

Encontrou a informação que precisava, foi útil? Quer me retribuir? Então reserve um hotel através do Booking que oferece ótimos descontos e cancelamento grátis. Você não paga mais se reservar por aqui e dessa maneira o Mochila Cult recebe uma pequena porcentagem pra continuar com as viagens. Agradeço desde já.

Curtiu este post? Curta também a página do Mochila Cult no Facebook!!

© Direitos reservados. Proibido reproduzir textos e fotos deste blog sem a minha autorização

1 Comment

  1. May 20, 2014    

    Interessante post. Posso fazer a recomendação de um outro lugar pra tomar tapas?, É o “Quevedo” em Lope de Vega. Bons tapas livre com cada bebida.
    Saudações de Madrid http:www.viajarenvacaciones.com

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

tango em buenos aires

Descontos? Reserve já seu hotel pelo Booking

Não perca!

anuva wines - degustação de vinhos
videos

Instagram do blog

  • Um pouquinho da China. #viagem #instatrip #instatravel
    22 hours ago by mochilacult Um pouquinho da China. #viagem #instatrip #instatravel
  • A melhor parte do inverno; tomar um submarino (leite+barrinha de chocolate). #inverno #frio #chocolate #domingão
    22 hours ago by mochilacult A melhor parte do inverno; tomar um submarino (leite+barrinha de chocolate). #inverno #frio #chocolate #domingão
  • #instatravel #travelquotes #viagem #turismo #blogdeviagem #frasesdeviagem
    4 days ago by mochilacult #instatravel #travelquotes #viagem #turismo #blogdeviagem #frasesdeviagem
  • Presentación del libro de @estebanmazzoncini en Buenos Aires. Re bueno estuvo. #viajes #travel
    2 days ago by mochilacult Presentación del libro de @estebanmazzoncini en Buenos Aires. Re bueno estuvo. #viajes #travel
  • Um gostoso dia de campo perto de Buenos Aires. #campo #relax #buenosaires #viagem #ferias
    1 week ago by mochilacult Um gostoso dia de campo perto de Buenos Aires. #campo #relax #buenosaires #viagem #ferias
  • Cadeirinha meio macabra, né?
    1 week ago by mochilacult Cadeirinha meio macabra, né?
  • Lindo filme sobre a delicadeza do amor e da amizade. Um filme indiano que encanta pela sua simplicidade. Algo bem diferente do Bollywood tradicional. #india #filmes #movie #dicas
    1 week ago by mochilacult Lindo filme sobre a delicadeza do amor e da amizade. Um filme indiano que encanta pela sua simplicidade. Algo bem diferente do Bollywood tradicional. #india #filmes #movie #dicas

Receba os próximos posts em primeira mão!!


O Mochila Cult no Google+